Prefeitura faz parceria com empresa de São Paulo e 72 toneladas de pneus foram coletadas e descartadas de forma adequada

Arquivado em: Destaques,Meio Ambiente,Notícias,Serviços Urbanos,Últimas Notícias |

carga_pneusDe janeiro até março deste ano 72 toneladas de pneus considerados inservíveis, e que certamente seriam responsáveis por poluir o meio ambiente, foram coletados na cidade de Campina Grande a descartados de maneira adequada por uma entidade sem fins lucrativos com sede na cidade de São Paulo. Tudo foi possível graças a uma parceria entre a Prefeitura de Campina Grande e a Reciclanip. Criada em 2007 por fabricantes de pneus novos, a Reciclanip promove a coleta e o destino ambientalmente adequado de pneus usados e não mais utilizados para a rodagem, contribuindo para a preservação da natureza e melhoria da qualidade de vida da população.

O convênio, assinado no ano passado pela Prefeitura de Campina Grande, por intermédio da Secretaria Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), prevê a adoção de medidas de prevenção para evitar danos ambientais e que possam afetar a qualidade de vida da população. A ação da entidade, em parceria com a Prefeitura Municipal, é comparada aos principais programas de reciclagem desenvolvidos no país, em especial o de latas de alumínio e embalagens de defensivos agrícolas.

Segundo a coordenadora municipal de Meio Ambiente, Denise de Sena, o trabalho da Reciclanip consolida o Programa Nacional de Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis, criado em 1999 pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), entidade que representa os fabricantes de pneus novos. Já a parceria com a Prefeitura Municipal existe desde o ano passado, cumprindo a Legislação Ambiental e atendendo a resolução 416/2009 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), que regulamenta o descarte, acondicionamento e a destinação final adequada dos resíduos pneumáticos, classificados como perigosos.

Por determinação do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, foi implantado um ponto de coleta de pneus inservíveis no bairro do Alto Branco, na rua Apolônia Amorim, onde funcionou um antigo galpão do Programa Fome Zero. A área possui 1.500,00m² e capacidade para acondicionamento de dois mil pneus de veículos de passeio ou 300 pneus de veículos de carga. Desde janeiro passado, equipes da Reciclanip já realizaram três viagens para coleta de pneus em Campina Grande. Por viagem foram transportadas 24 toneladas de pneus.

imagem

O secretário municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Geraldo Nobre, disse que a parceria com uma empresa de coleta e descarte adequado de pneus inservíveis, como também a instalação de um ponto de coleta desse material na cidade, fazem parte das normas previstas no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, aprovado em parceria com a comunidade no ano de 2014. O recolhimento desses pneus é realizado em toda a cidade por profissionais da Sesuma. A origem dos pneus é diversa: borracharias, revendedoras e dos próprios cidadãos. Depois de coletados, os pneus são encaminhados para o galpão e, uma vez por mês, a Reciclanip vem fazer o recolhimento em Campina Grande.

Após coletados pela Reciclanip, os pneus são triturados e podem ser reaproveitados como combustível alternativo para as indústrias de cimento ou de caldeiras, na fabricação de asfalto ecológico, solados de sapato, em borrachas de vedação, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais e tapetes para automóveis.

ALERTA – A Sesuma alerta que um pneu pode demorar mais de 150 anos para se decompor. Por isso os pneus inservíveis, descartados de forma inadequada, podem causa sérios riscos ao meio ambiente e à saúde da população. Denise de Sena ressaltou que os pneus abandonados em ruas, quintais e oficinas podem servir como foco para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Os pneus podem ainda causar entupimentos nas redes de esgoto, aumentando o risco de enchentes, além de poluir os rios e ocupar um volume significativo nos aterros sanitários. Caso sejam queimados de forma inadequada a fumaça gera poluição atmosférica. Por isso, é fundamental investir em sua reciclagem, evitando o descarte na natureza.

“Por isso solicitamos que a população e empresas de serviços, que utilizam pneus, colaborem com a Sesuma, evitando jogar os pneus inservíveis em terrenos baldios, acarretando sérios riscos à saúde e ao meio ambiente, principalmente neste momento em que estamos contabilizando os males provocados pelo mosquito da dengue”, declarou Denise.

Dúvidas, informações ou denúncias sobre a coleta de pneus inservíveis podem ser repassados ao Departamento de Limpeza Urbana da Sesuma por meio dos telefones 3310-6115 ou 3341-0600.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *