Prefeitura quer explicação da empresa para a paralisação no recolhimento do lixo

Arquivado em: Destaques,Notícias,Serviços Urbanos,Últimas Notícias |

geraldo_nobreO secretário de Serviços Urbanos e  Meio Ambiente, Geraldo Nóbrega, informou que já está tomando todas as providências no sentido de responsabilizar a empresa Ambiental Soluções Ltda, encarregada da coleta de lixo em Campina Grande, pela interrupção dos serviços em virtude da paralisação dos funcionários da empresa.

Os trabalhadores da Ambiental estão impedindo os caminhões que chegam ao Aterro Sanitário, em Puxinanã, de descarregar os detritos, alegando que não estão recebendo pagamento. Ocorre que a Prefeitura está rigorosamente em dia com o repasse de recursos para a empresa, o que não justifica a paralisação.

Ainda nesta manhã de sexta-feira, o secretário Geraldo Nóbrega entrou em contato com o proprietário da Ambiental, Mauro Bezerra, e este garantiu que o problema estará sanado em poucos minutos, o que ainda não aconteceu.

Por seu turno, o secretário já acionou a Procuradoria do Município no sentido de, persistindo o impasse, as medidas judiciais que deverá exercer, tomando por base o contrato assinado entre as duas partes para a prestação do serviço. A cidade não pode ser prejudicada por problema interno da empresa.

Diariamente o Aterro Sanitário de Puxinanã recebe cerca de 40 caminhos de lixo recolhidos em Campina Grande e essa interrupção pode comprometer a coleta da cidade. O próprio secretário, independente do problema verificado nesta sexta-feira, já tem queixas de outras deficiências apresentadas pela empresa na prestação do serviço, inclusive, estudando alternativas menos onerosa e mais eficiente para o futuro.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *