Prefeitura usará o mínimo possível de água de Boqueirão no Parque do Povo este ano

Arquivado em: Destaques,Notícias,Serviços Urbanos,Últimas Notícias |

A Prefeitura Municipal de Campina Grande pretende utilizar apenas de 20 a 30   por cento de água do açude Epitácio Pessoa, durante o Maior São João do Mundo. Ano passado, todo o consumo foi proveniente de poços artesianos. “ Faremos o possível   para não usar, mas se for preciso consumiremos o mínimo”, assegurou Dr. Geraldo Nobre, secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente-Sesuma.

A PMCG vai utilizar água de três poços artesianos perfurados na atual gestão, situados no Distrito dos Mecânicos e no próprio Parque do Povo. Todos os barraqueiros e pessoas que vão trabalhar no Maior São João do Mundo estão orientadas neste sentido, a exemplo do que ocorreu no ano passado.

A cidade continua enfrentando um rigoroso racionamento, e mesmo com às águas da Transposição chegando, a ordem é usar a água dos três poços, com vazão de quase 12 mil litros hora, conforme orientação expressa do prefeito Romero Rodrigues.

Nesse sistema de apoio ao abastecimento, a Prefeitura mantém 30 caixas fixadas no Parque do Povo, absorvendo uma média de armazenamento de 300 mil litros dia, capacidade suficiente para atender à demanda do “Quartel General do Forró”.

O transporte dessa água para os reservatórios é através carro pipa. “Graças a Deus, vamos fazer uma festa usando o mínimo de água   de Boqueirão”, preconizou o secretário Geraldo Nobre.

A Prefeitura Municipal de Campina Grande pretende utilizar apenas de 20 a 30   por cento de água do açude Epitácio Pessoa, durante o Maior São João do Mundo. Ano passado, todo o consumo foi proveniente de poços artesianos. “ Faremos o possível   para não usar, mas se for preciso consumiremos o mínimo”, assegurou Dr. Geraldo Nobre, secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente-Sesuma.

A PMCG vai utilizar água de três poços artesianos perfurados na atual gestão, situados no Distrito dos Mecânicos e no próprio Parque do Povo. Todos os barraqueiros e pessoas que vão trabalhar no Maior São João do Mundo estão orientadas neste sentido, a exemplo do que ocorreu no ano passado.

A cidade continua enfrentando um rigoroso racionamento, e mesmo com às águas da Transposição chegando, a ordem é usar a água dos três poços, com vazão de quase 12 mil litros hora, conforme orientação expressa do prefeito Romero Rodrigues.

Nesse sistema de apoio ao abastecimento, a Prefeitura mantém 30 caixas fixadas no Parque do Povo, absorvendo uma média de armazenamento de 300 mil litros dia, capacidade suficiente para atender à demanda do “Quartel General do Forró”.

O transporte dessa água para os reservatórios é através carro pipa. “Graças a Deus, vamos fazer uma festa usando o mínimo de água   de Boqueirão”, preconizou o secretário Geraldo Nobre.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *