Projeto Recicla São João bate recorde e coleta 25 toneladas de lixo reciclável

Arquivado em: Destaques,Notícias,Serviços Urbanos,Últimas Notícias |

Mais uma vez a Prefeitura de Campina Grande acertou com a instalação, no Parque do Povo, do Projeto Recicla São João, mantido durante o período de realização do Maior São João do Mundo. Conforme os coordenadores do projeto, em comparação ao ano passado, foi verificado neste ano um aumento significativo na quantidade de lixo reciclável que foi recolhida. A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), registrou a coleta de 25 toneladas de lixo reciclável, (10 a mais que em 2016), superando todas as expectativas da Secretaria.

O secretário municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Geraldo Nobre Cavalcante, disse que a Sesuma firmou parceria com o Ministério do Trabalho e com as cinco cooperativas de reciclagem regularizadas. Foram contratados 30 trabalhadores (homens e mulheres) e receberam o apoio de mais 220 prestadores de serviços da equipe do Matuto Limpeza, que também trabalhou na coleta urbana durante todo o período de São João.

Geraldo Nobre ressaltou, que o Recicla São João é um projeto pioneiro e está sendo referência nacional por garantir emprego e renda, durante um período de 30 dias de trabalho. No projeto, 30 cooperados têm direito a um salário mínimo, alimentação, fardamento, equipamentos de proteção individual e transporte, além de lucrar com a venda do produto coletado.

imagem

Cada trabalhador e cooperado receberá um salário mínimo pelos 30 dias de trabalho. A Prefeitura Municipal também forneceu material de trabalho, equipamentos de segurança, acomodação dentro do Parque do Povo e toda assistência. Esses trabalhadores ainda terão parte no lucro da venda dos produtos que, em média, custam R$ 1,00 o quilo. Isso significa, pela quantidade de material reciclado recolhido, um total de R$ 25 mil.

No ano passado foram contratadas apenas 16 pessoas para o Recicla São João. Agora, em 2017, o número de contratados dobrou. “Além do salário mínimo, no ano passado a coleta seletiva rendeu 15 mil quilos (entre latas de cervejas, refrigerantes, papel e papelão), e toda a renda foi para eles. Neste ano aumentou para 25 mil. Essa parceria entre Prefeitura e cooperativas é de suma importância e eficaz e, agora, com a participação do Ministério do Trabalho, está sendo mais forte e mais precisa”, declarou Geraldo Nobre.

“Não permitimos, durante a realização do Maior São João do Mundo, que nenhuma criança ou adulto catasse lixo, no Parque do Povo, a não ser às cooperativas regularizadas. E esse volume de produto reciclável só comprova a grandeza da nossa festa”, assegurou Nobre.

RECICLA SÃO JOÃO –
O grande objetivo deste projeto é facilitar a vida dos catadores, diminuir os riscos, minimizar o impacto ambiental e modernizar este serviço. Ainda neste ano, a Prefeitura Municipal vai construir dois grandes galpões para serem utilizados pelas Cooperativas de Produtos Recicláveis. O prefeito Romero Rodrigues assinará a ordem de serviços desta obra ainda neste mês.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *