Romero entrega EPIs para agentes de limpeza

Arquivado em: Meio Ambiente,Notícias |

Romero_epis_sesumaOs 900 servidores da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), que atuam na área de limpeza urbana, estão recebendo, a partir desta quarta-feira, 04, equipamentos de proteção individual (EPIs). Os primeiros kits foram entregues pelo prefeito Romero Rodrigues, em solenidade realizada na manhã desta quarta, nas dependências do Departamento de Limpeza Urbana (antigo DTO). Segundo o secretário da Sesuma, Geraldo Nobre, após vários processos licitatórios, o governo municipal investiu cerca de R$ 150 mil com a compra dos kits para os servidores, contemplados com duas fardas, botas de couro, luvas e boné.

De acordo com o secretário, todos os materiais agora adquiridos são da máxima qualidade e resistência, atendendo-se às necessidades dos servidores da limpeza urbana, arborização, galeria e serviços de asfalto. Por conta disso, ele espera o uso adequado dos equipamentos de segurança por parte dos trabalhadores, os quais serão conscientizados sobre a importância do kit para a realização de um trabalho com segurança e qualidade. “Trata-se de uma conquista da categoria, mas seremos, por outro lado, exigentes quanto ao uso dos itens dos kits, mesmo porque faremos a devida conscientização sobre o uso destes EPIs”, afirmou.

Por sua vez, o prefeito Romero Rodrigues, ao falar aos agentes de limpeza, relembrou as várias ações na área de limpeza pública desde o início da gestão, em 2013. Destacou, entre outros pontos, a compra de uma frota de caminhões, carro-pipa e outros equipamentos destinados à limpeza da cidade, além de ações como operação tapa-buracos. Segundo Romero, a PMCG avança também na valorização dos servidores da Sesuma, mediante a entrega de EPIs, o que não acontecia há muito tempo.

 Servidor elogia esforço da PMCG – Falando em nome dos demais servidores da Sesuma, o agente de limpeza Jovson de Castro agradeceu e reconheceu o esforço da atual gestão em beneficiar a categoria com melhores condições de trabalho. Conforme relatou, os novos fardamentos e equipamentos foram recebidos, após quase seis anos de espera por parte da categoria. “A prefeitura está fazendo a sua parte e os trabalhadores agora devem corresponder a este esforço usando da melhor forma possível os equipamentos que recebemos”, disse.

Jovson de Castro lembrou que, ao longo dos anos, devido à inexistência de fardamento adequado, os agentes de limpeza eram vítimas de preconceitos por parte da polícia e da comunidade.

“Temos o registro de quatro companheiros que foram abordados, certa vez, por policiais militares, que os confundiram com marginais. Os agentes de limpeza quase terminaram presos. Sofremos humilhações, ainda, junto à própria comunidade, pois as pessoas, com medo, chegaram até mesmo a negar um copo d’água ao trabalhadores da limpeza urbana, temendo estar tratando com bandidos soltos pelas ruas. Isto, contudo, a partir de agora, vai mudar, afinal recebemos um fardamento digno e capaz de nos identificar. Agora temos identificação, proteção e respeito”, revelou.