SESUMA inicia operação especial de limpeza no São João

Arquivado em: Destaques,Notícias,Serviços Urbanos,Últimas Notícias |

geraldo_nobreCom o objetivo de manter a cidade sempre limpa e oferecer conforto à população e aos turistas, a Prefeitura de Campina Grande colocará em ação uma operação especial com várias equipes de agentes de limpeza pública durante as festividades do ‘Maior São João do Mundo’, que começam na próxima sexta-feira (05) e prosseguem até o dia 05 de julho.

O secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente do município (Sesuma), Geraldo Nobre, afirmou que operação do São João 2015 envolverá 220 novos trabalhadores da limpeza urbana, que atuarão diuturnamente no Parque do Povo, o ‘Quartel General do Forró’, nos bairros, onde acontecerão quadrilhas juninas e nos Distritos de Galante, São José da Mata e Catolé de Zé Ferreira.

“É uma operação de 30 dias, que já está definida e devidamente pronta, com todo o material a ser utilizado. Esperamos fazer um trabalho cada vez melhor e oferecer à população e aos turistas o devido e merecido conforto, e melhor qualidade de vida. Se tem cidade limpa, tem qualidade de vida”, lembrou.

Geraldo Nobre assegurou que a Sesuma vai disponibilizar mais de 30 carros e outros equipamentos para os serviços. Também estão sendo instaladas lixeiras de aço em pontos centrais da cidade, como Parque do Povo, Parque Evaldo Cruz e Parque da Criança, onde as pessoas podem depositar lixos, evitando sujeiras em áreas públicas.

Ainda segundo o secretário, a população campinense gera em média 16 mil toneladas de lixo por mês, incluindo o que é jogado nas ruas, praças e terrenos baldios, levando a Prefeitura de Campina Grande a investir mais de R$ 2 milhões com a coleta.

A média diária é de 500 toneladas. Contudo, os meses de junho e dezembro, por conta das festividades, verifica-se um aumento em torno de 10 por cento no volume.

Mais uma vez, o secretário acredita no bom senso e na colaboração da população na manutenção da limpeza.

“Esperamos que com a instalação das caixas coletoras, as pessoas colaborem mais com a Prefeitura, que está sempre fazendo a sua parte. Acreditamos que cada cidadão, observando que a gestão valoriza os recursos originários dos seus tributos, que leva a sério e investe o dinheiro público em benefício da população, vai participar e contribuir com a limpeza e com a manutenção dos bens públicos. Isso será benéfico para todos”, disse.

Ao destacar os avanços já verificados, gerando mudanças na paisagem da cidade, o secretário faz previsões otimistas no que se refere à limpeza da cidade. Ele citou Curitiba, no Paraná, como cidade modelo em limpeza urbana, onde não se ver um palito ou um papel no chão, e que deve servir de exemplo para todos os demais municípios.

“Isso é uma questão cultural, que deve partir de cada família. “Se a população se inserir efetivamente nesse processo, faremos de Campina Grande a cidade mais limpa do mundo”, previu Geraldo Nobre.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *