Sesuma lamenta que demanda judicial comprometa a coleta de lixo e reafirma esquema emergencial de limpeza urbana

Arquivado em: Destaques,Notícias,Serviços Urbanos,Últimas Notícias |

sede_sesumaAtravés de nota divulgada na manhã desta quinta-feira, 1, a Secretaria de Serviços Urbanos (Sesuma) lamentou, mais uma vez, que problemas alheios à gestão pública municipal possam estar afetando a qualidade na coleta de lixo de Campina Grande. Segundo o secretário Geraldo Nobre, desde a última terça-feira, 29, um impasse gerado entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a empresa Light, que presta serviços de coleta domiciliar para o Município, suspendeu temporariamente o bom trabalho desenvolvido nessa área na cidade.

De qualquer forma, a Prefeitura de Campina Grande decidiu não esperar que a questão, que já está judicializada, seja resolvida para começar a agir. Nesse sentido, desde o momento em que foi informada sobre o impasse, a Secretaria de Serviços Urbanos montou um plano emergencial e está promovendo o serviço de coleta através de caçambas e outros veículos terceirizados.

Para um município de área territorial como Campina Grande e com as complexidades que a cidade tem em sua malha urbana, o processo de coleta naturalmente não consegue, circunstancialmente, se manter no padrão de excelência que tem marcado o trabalho de limpeza urbana na atual gestão. Mas, segundo a nota, a Secretaria conta com a compreensão da população e, principalmente, com a celeridade da Justiça Federal, no sentido de tomar uma decisão que leve em conta o bem estar do povo campinense.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *