Sesuma transfere para final do mês audiência do Plano de Resíduos Sólidos

Arquivado em: Destaques,Meio Ambiente,Notícias,Últimas Notícias |

Plano_residuosA Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma) transferiu para o dia 27 de maio a audiência pública que acontecerá na Câmara Municipal para apresentação do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Essa audiência estava previamente marcada para a próxima terça-feira, 06 de maio.

O secretário Geraldo Nobre disse que a mudança nas datas ocorreu em virtude da continuação dos debates da 1ª Audiência Pública para discussão do Plano, que foram iniciadas no dia 25 de abril e serão concluídas no dia 16 de maio, às 8h30, no auditório do Centro de Tecnologia e Educação (CTE), antigo Museu Vivo da Ciência.

“Os participantes da primeira audiência pública solicitaram uma ampliação nos debates, o que foi atendido pela Sesuma. Por conta disso, a apresentação do Plano, na Câmara Municipal, recebeu uma nova data, 27 de maio, após a audiência pública no CTE”, declarou Geraldo Nobre.

Desde dezembro do ano o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos vem sendo elaborado. A partir de janeiro deste ano, o Plano passou por etapas de reuniões do colegiado, oficinas, visitas técnicas e levantamento de dados. Nesses encontros, representantes da sociedade civil organizada, além da população em geral, têm a oportunidade de apresentar suas avaliações e sugestões. “É um debate democrático”, afirmou o secretário.

O Plano Municipal vai definir as diretrizes que nortearão o Município na promoção da gestão integrada de resíduos sólidos urbanos, para os próximos 20 anos. Com a elaboração do Plano, a Prefeitura de Campina Grande pretende, além de melhorar a gestão dos resíduos sólidos, cumprir as exigências da Lei Federal 12.305/2010, que institui a política nacional de resíduos sólidos, prevê o manejo correto e a redução da geração de resíduos.

A apresentação do Plano Municipal também assegura o repasse de recursos federais para os municípios que o apresentarem até agosto deste ano. Entre as metas do Plano estão a disposição final e adequada dos rejeitos; melhorias na regularidade, continuidade e na funcionalidade dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos.

 Outro objetivo está no enfrentamento dos problemas ambientais, sociais e econômicos; planejamento e a execução de ações que promovam sustentabilidade ambiental. O Plano prevê também o enfrentamento de problemas ambientais, sociais e econômicos, além do planejamento e execução de ações que promovam a sustentabilidade ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *